“Ricardo ficou pelo ódio, eu fico por amor”, diz Romero sobre Ricardo

O Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), disse hoje em entrevista ao programa de meio dia da Correio FM, que abriu mão da candidatura ao Governo do Estado por amor à Campina Grande.

“Sou apaixonado por Campina, tive uma votação histórica lá. Seria muito temerário renunciar ao mandato. Temos que agir com respeito e responsabilidade à cidade, então vou adiar o senho da candidatura ao governo”, disse.

Durante a entrevista, o prefeito aproveitou para alfinetar o governador Ricardo Coutinho e comentar a decisão dele de continuar no cargo. “Ricardo ficou pelo ódio, eu fico por amor. Ele não ficou porque não confia na vice-governadora”, ironizou.

Ainda durante a entrevista, Romero disse que não indicou sua esposa a vice-governadora na chapa da oposição, mas disse que essa decisão estava aberta.

Sobre a colocação do nome de Pedro para o governo, Romero disse que esse é um nome extraordinário, mas que o grupo precisa observar o contexto. “Na prevalência da reeleição de Cássio, ganha força manter a candidatura de Lucélio Cartaxo”, defendeu.

Sobre a candidatura de José Maranhão, ele não descartou apoio ao senador caso ele una toda a oposição.

“Se depender de mim, já temos uma definição na próxima semana, pois a gente precisa discutir internamente, construir o plano de governo, então é necessário que tenhamos um candidato com antecedência”, ponderou.

Fonte: Polêmica Paraíba

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *